Crime de intolerância: vizinho mata família evangélica por discordar de opção religiosa

0

Uma família foi morta a facadas por um vizinho que não concordava com a opção religiosa deles, que eram evangélicos.

O rapaz, que segundo a Polícia Militar estava transtornado, invadiu a residência dos vizinhos e desferiu golpes contra todos os que estavam na casa: o pai, a mãe, e os dois filhos do casal, de um e três anos de idade.

Um terceiro filho do casal, de 10 anos, que estava na escola na hora do ataque, escapou sem ferimentos. 

A menina de três anos foi salva pela mãe, que correu após sofrerem os primeiros golpes.

Na fuga, a mãe que carregava filha avistou uma viatura da Polícia Militar e pediu ajuda. Os policiais localizaram o suspeito que se rendeu e demonstrava estar desorientado. Socorridas, mãe e filha foram levadas ao hospital, com ferimentos graves. Entretanto, mesmo passando por uma cirurgia, a mãe não resistiu. 

 O rapaz que realizou o ataque e o pai da família que foi atacada eram sócios numa loja de móveis, mas o motivo do surto que resultou na morte das três pessoas foi a discordância dele em relação à religião praticada pelo amigo.

Na delegacia, o rapaz afirmou que não concordava com o fato de eles serem evangélicos e que não se arrependia de tê-los matado.

Fonte: Gospel+

Deixe uma resposta