Devi Titus ensina sobre os comportamentos essenciais à vida de uma mulher

0
Já em clima de nostalgia, milhares de mulheres se reuniram, novamente, no templo da Igreja Batista da Lagoinha (IBL), neste sábado (30), para participarem da noite de encerramento do Congresso de Mulheres Diante do Trono 2014.
No início da reunião, a líder do Ministério de Louvor Diante do Trono, pastora da IBl e anfitriã do evento, Ana Paula Valadão, convidou até o púlpito e presenteou duas congressistas pelos seus belos testemunhos compartilhados em relação ao congresso. A primeira, Helen, de Brasília, disse que enfrentou muitas lutas para participar da atividade, mas, graças a Deus, conseguiu estar presente. Já a segunda, Sônia, da cidade de Mogi das Cruzes (SP), disse que, devido ao congresso, perdoará seu marido por uma traição e retomará seu casamento.
Posteriormente, Ana Paula declarou, oficialmente, que, em 2015, a IBL promoverá o Congresso Homens Diante do Trono, notícia que arrancou muitas palmas e gritos empolgados de todas as congressistas.

Na sequência, o Ministério de Louvor Diante do Trono iniciou uma série de louvores, entre eles, “Mulheres Virtuosas”, “Agora Eu Vejo” e “Noiva Amada”, que levaram as participantes a adorarem ao Senhor e se renderem totalmente à presença do Espírito Santo. “Eu vejo uma alma curada; Guerreira, ousada; Mulher virtuosa; Vitoriosa”, cantaram.
Os comportamentos de uma mulher 
Após, Ana Paula Valadão convidou a Conferencista e escritora Devi Titus para ministrar a Palavra de Deus, baseada na passagem bíblica Tito 2:3-5 “3 – Semelhantemente, ensine as mulheres mais velhas a serem reverentes na sua maneira de viver, a não serem caluniadoras nem escravizadas a muito vinho, mas a serem capazes de ensinar o que é bom. 4 – Assim, poderão orientar as mulheres mais jovens a amarem seus maridos e seus filhos, 5 – a serem prudentes e puras, a estarem ocupadas em casa, e a serem bondosas e sujeitas a seus próprios maridos, a fim de que a palavra de Deus não seja difamada.”
Na oportunidade, a conferencista aconselhou as congressistas a adotarem três posturas fundamentais na vida de uma mulher: “1 – A mulher deve ser reverente. `Procurem ser atenciosas, ordeiras, e, tratem as pessoas com respeito e amor’. 2 – A mulher não deve ser maliciosa e fofoqueira. `Quando alguém vier compartilhar com você algo que não lhe diz respeito, diga que não tem interesse em saber para que não caía em situações de malícia ou fofoca´. 3 – Não é bom que a mulher tenha vícios. `Com o avançar da idade, nossa sáude já não é a mesma de quando erámos jovens. Sendo assim, precisamos ter mais cuidado com o nosso físico, mente e evitar os vícios.”
Um ponto destacado também por Titus, em relação ao comportamento da mulher, é a importância dela transferir princípios por meio de relacionamentos. “Todas nós temos uma história, valores e princípios que podem ser transferidos para outras gerações por meio da ação de compartilharmos nossas experiências. Então, converse com suas filhas, com as mulheres mais jovens, compartilhe fatos de suas vidas e não presumam que elas já saibam de todas as coisas, pois, na verdade, todas podem aprender muito com sua história de vida”, orientou.
“Não tenha vergonha de expor sua sabedoria, de falar da sua origem, de compartilhar suas experiências, de orientar suas filhas quanto ao modo de se vestir; de falar da Palavra de Deus e de discipular pessoas. Por meio da sua história, você pode ajudar muitas pessoas e contribuir para que ocorra uma revolução na vida de muitas mulheres. Com fatos de sua vida, outras mulheres podem aprender, se espelhar e voltar seus corações para seus lares, para suas crianças, para seus maridos; e, com isso, vermos uma verdadeira revolução, em que homens honrarão suas esposas e esposas respeitarão seus maridos”, acrescentou.
E, finalizando sua ministração, a conferencista aproveitou a ocasião para desafiar as participantes a discipularem ao menos três mulheres brasileiras. Segundo Titus, se as brasileiras fizerem isso, a ação irá se multiplicar, e, desta forma, até mesmo, mulheres de outras nações poderão ser alcançadas pela Palavra de Deus.
Ato Profético
Para dá início ao ato profético, Ana Paula Valadão convidou até o púlpito mulheres de diversas faixas etárias para representar as congressistas de diferentes idades.
Uma estaca e um martelo, ilustrando o ato profético de Jael, foram usados durante o momento marcado por pedidos de perdão, arrependimento e profecias.
A estaca da tenda representou o que as mulheres fazem todos os dias para edificar a sua casa e a vida de suas famílias. Já o martelo ilustrou a repetição dos princípios, pois só por meio da repetição é que os princípios de Deus são assimilados.
Durante o ato, cada mulher, que representou determinada faixa etária, fez uma oração ao Senhor, e, com o martelo em mãos bateu na estaca, a fim de que ela fincasse na terra, a qual representava o chão. A cada batida, elas declaravam que suas vidas, seus lares e suas famílias estavam sendo edificadas na rocha que é Cristo.
Após o ato profético, todas as mulheres celebraram a ceia do Senhor, cantaram diversas outras canções sob o mover do Espírito Santo; oraram pelas eleições, deste ano, no Brasil, e, assim foi encerrado mais um Congresso Mulheres Diante do Trono.
Fotos: Quartel Design/ Lais Sierra
Artigo AnteriorSubmissão: “Por que é tão difícil obedecer?”
Próximo ArtigoHenrique Cerqueira em Olinda/PE
O site Cristão+ conta com uma equipe de jovens editores, repórteres, fotógrafos e colunistas focados em mantê-lo informados com tudo que acontece no meio cristão. Temos como objetivo dar continuidade ao projeto do NotíciasDT, ampliando a nossa qualidade, trazendo novos conteúdos e buscando sempre atender aos nossos leitores.
Compartilhe

Deixe uma resposta