Epafrodito – homem de nome e atitude incomum

Hoje eu quero falar pra você um pouco sobre um homem de nome incomum, e de um coração lindo, cheio de virtudes louváveis. Um admirável cooperador. Estou falando de Epafrodito!

Ao nos debruçar na carta do apóstolo Paulo aos Filipenses, podemos o ver dizer que Epafrodito era seu cooperador e companheiro . Cooperador é aquela pessoa que serve onde for necessário, que está sempre disponível. Que trabalha sem que haja necessidade de “holofotes”, de algum benefício próprio. A alegria do cooperador é ver as coisas acontecerem. E o Apóstolo Paulo afirma que assim era Epafrodito.

“Julguei, todavia, necessário mandar até vós a Epafrodito, por um lado meu irmão, cooperador e companheiro; e, amigo de lutas; […]” (Filipenses 2:25)

Analisando o versículo, vemos Paulo destacar 4 características a respeito de Epafrodito.

1º Meu irmão – eu não sei você, mas quando penso em um irmão penso em alguém chegado, que compartilha a vida conosco. Uma pessoa que nos orgulha!

2º Cooperador e companheiro – que pega junto em tudo! Que está sempre presente! Que nos é alívio!

3º Amigo de lutas – que está até quando a situação não é tão favorável. Que sabe chorar com os que choram, e alegrar-se com os que se alegram. (Romanos 12:15). Que é Leal! Verdadeiro! O amigo tudo conhece, ele sabe das nossas lutas e é capaz de nos ajudar a enfrentá-las. Jesus nos chamou de amigos. (João 15:15)

Ao observarmos o contexto da carta, é esclarecido que o apóstolo Paulo estava preso e necessitava de alguns recursos na prisão em Roma. Os irmãos têm conhecimento disso , e lembrando do seu líder, pensam e dispõem-se a levantar recursos. Mas quem faria com que chegasse a Paulo? Quem viajaria e o encontraria em Roma? Quem prestaria esse socorro? Epafrodito voluntariamente se dispõe. Segue viagem, adoece gravemente, chegando quase a morte,todavia não deixa de cumprir sua missão, seu coração leal e amável não considerava sua vida por preciosa, mas se arriscava em prol do Reino.

“[…]visto que, por causa da obra de Cristo, chegou ele às portas da morte e se dispôs a dar a própria vida, para suprir a vossa carência de socorro para comigo”. (Filipenses 2:30/ARA)

Ah, meu Deus! Que homem admirável! Que atitude grandiosa! Epafrodito não considerou sua vida por preciosa, mas buscou auxiliar, honrar a vida do seu líder, por amor a Cristo!!

Como precisamos de Epafroditos nos dias de hoje! Que em nossas igrejas, se levantem os Epafroditos. Verdadeiros cooperadores. Ministros de socorros genuínos. Pessoas leais, que andam em amor Ágape, o tipo de amor sacrificial que não busca os próprios interesses (1Coríntios 13:5).

Homens e mulheres compromissados com a Causa de Cristo. Que se doam por amor! Com corações devotos. Gente que não considera sua vida por preciosa, como fazia o apóstolo Paulo e tantos outros… gente que não busca os interesses desse mundo, e até mesmo os próprios, dantes dão a primazia ao Evangelho de Cristo. Gente que serve, que socorre. Gente que é mão que levanta, que sustenta , que faz o Reino avançar!

Precisamos de pessoas com a mentalidade e a atitude de Epafrodito: de honra, de serviço, de doação, de humilde, voluntariedade e amabilidade. E existe uma boa notícia a quem cultiva e desenvolve isso. A boa notícia é que se você pensa e age como esse homem de Deus, como Epafrodito,tão doador, disponível a servir, entregue, e cheio de amor e honra ao Senhor, colherá honra!! Pois como disse o admirável apóstolo Paulo:

” […] honrai sempre a homens como esse!” (Filipenses 2:29)

Que se levantem os Epafroditos nessa geração!

Tags:

  • Sou amante da escrita e da Palavra de Deus, vivo para cumprir o propósito de anunciar Sua Palavra também através do que me inspira a escrever. A escrita antes de ser uma paixão é um dom de Deus!

  • Show Comments (0)

Deixe uma resposta

You May Also Like

A elegância da rainha Esther

Olá, hoje vamos refletir sobre a elegância da rainha Ester. O que podemos aprender ...

O posicionamento correto nos livra da dor!

Imagine que uma pessoa tenha passado uma grande parte do dia sentada numa cadeira ...

Metas para 2018

Por que as metas não saem do papel? Por que tudo dá errado? Como ...