Não queremos falar sobre o que incomoda

Essa semana me indignei juntamente com mais vários seguidores da youtuber Fabiola Melo, quando vimos que o YouTube havia considerado como inadequado para todas as pessoas um vídeo dela falando sobre suicídio.

Aquilo não saiu da minha cabeça. Não quiseram monetizar o vídeo, o que faz com que ele não seja visto por todos como normalmente seria, então apenas aqueles que procuram por ele o encontram. Todos que souberam da situação ficaram inconformados, porque não fazia sentido. Tanto conteúdo impróprio e cheio de banalidades é compartilhado milhares de vezes e aceito tranquilamente, enquanto um conteúdo tão necessário estava sendo deixado de lado.

Acontece que não é só o YouTube, essa ainda é a mentalidade de muita gente. As pessoas não querem falar do que incomoda, as marcas não querem usar seu tempo de propaganda falando de assuntos desagradáveis e desconfortantes, aqueles que têm voz de influência para muitos simplesmente não estão a fim de falar sobre algo que traz tanto mal estar.

Isso não tem a ver apenas com o suicídio, muitos outros assuntos são deixados de lado como se não fossem importantes. Muitos outros temas são tratados como tabu nas igrejas como se não estivessem sendo parte tão presente de nossa realidade atual. Muitas questões não são levantadas e faladas abertamente à luz da bíblia porque muitos ainda temem tocar na ferida, porque muitos ainda temem os olhares alheios.

Falar em morte dói mesmo. Falar em abuso de menores, em vícios sexuais, em trabalho escravo, em prostituição, em racismo, em mentiras descaradas… Tudo isso traz dor real aos nossos corações. Mas não, não vai adiantar nos calarmos diante das circunstâncias.

Como aprendemos a lidar com alguém que nos diz que pretende tirar a própria vida? Estudando sobre isso, falando sobre isso! Como entendemos melhor como o mundo está vivendo e como crianças estão encontrando “liberdade” de definirem o próprio gênero? Estudando e falando sobre isso! Como vamos combater o abuso contínuo nos lares, nos relacionamentos, em todo canto do nosso país? Pesquisando, aprendendo e falando sobre isso em mais espaços!

Não podemos nos calar se queremos alguma mudança. Não podemos esperar estatísticas melhores se fazemos as mesmas coisas continuamente. Não podemos nos revoltar com determinadas situações se não somos os primeiros a agir em favor de tais causas. Não podemos mais deixar de pensar no que nos incomoda simplesmente porque nos incomoda!

Está mais do que na hora, e na verdade já passou da hora de nos erguemos diante dessa sociedade como filhos de Deus que somos, e não nos conformarmos com esse mundo, não nos contentarmos com as estatísticas subindo de forma tão aterrorizante, não nos deixarmos levar por qualquer papo barato mas arregaçarmos as mangas e buscarmos entender a fundo sobre o que tem movido nossa sociedade. Tempo de colocarmos nossos joelhos no chão e clamarmos a Deus com todo o amor que só Ele pode nos dar pela nossa nação, tal qual fez Jeremias clamando com fervor por sua nação perdida em atos de desrespeito e ingratidão ao Deus que tanto os amou.

Está na hora meus queridos de agirmos mais, de falarmos mais com toda a sabedoria e discernimento que Deus nos deu, e também de falarmos menos sobre qualquer coisa aleatória que passa na nossa cabeça, de olharmos mais para a dor do outro e se importar verdadeiramente com o que sentem.

O mundo está cheio de coisas terríveis sim, mas nós somos filhos de um Pai que pode todas as coisas. E todas as coisas, significa literalmente, todas as coisas! Não precisamos nos conformar com a situação em que estamos sendo levados quando temos ao nosso lado alguém muito maior que todo poder político, toda lei, toda mentira implantada na mente das pessoas, todo engano instalado em suas atitudes mecanizadas, tudo aquilo que não condiz com a Verdade.

Jesus é o caminho, a verdade e a vida para nosso Brasil. Levemos Cristo a todos e vejamos o futuro brilhante que nos aguarda!

Fica aqui o vídeo da Fabiola Melo que acabou me inspirando em tudo isso. E caso você concorde com o que foi dito aqui, faça sua parte, e comece já compartilhando esse vídeo e não deixando ele parar de rodar. É mais do que “setembro amarelo”. Todo mês é mês de preservar a vida.

  • Apaixonada por cartas escritas à mão e pela beleza da simplicidade. Alguém que descobriu seu maior amor e vive por Ele, pensando Nele em tudo o que faz. Uma menina de 23 anos, decidida a sonhar grande, amar muito e escrever sobre Seu amor para a maior quantidade de pessoas possível enquanto viver.

  • Show Comments (0)

Deixe uma resposta

You May Also Like

A elegância da rainha Esther

Olá, hoje vamos refletir sobre a elegância da rainha Ester. O que podemos aprender ...

Qual a diferença de moda, modismo, estilo e tendência?

Moda é um dos temas que atraem a atenção do público feminino, roupas, sapatos ...

Não quero ser a Mulher de provérbios 31

É claro que Deus entende que eu trabalhe fora, preciso dar o melhor que ...