Promotores da Paz

1

Janeiro é o mês da campanha Janeiro Branco, em prol do cuidado com a saúde mental, da psicoeducação. E nesse primeiro texto do ano eu gostaria de falar sobre esse tema para nós Cristãos.
Pois me parece que foi criado uma cultura no meio cristão de “demonização da alma”, das emoções. É bem verdade que não devemos pautar nossas vidas pelas emoções, e que a vida do justo não é por sentimentos, mas por fé, como declara a Palavra (2Co 5:7). No entanto não viver por, não quer dizer abolição. Continuamos humanos, continuamos a sentir e continuamos aprendendo a administrar isso. Como tentamos lidar com diversas outras coisas e situações na vida. A nossa alma, as nossas emoções precisam de cuidado como todas as demais esferas do nosso ser.

Nos últimos meses ouvimos tristes relatos de líderes espirituais que chegaram ao suicídio, e outra verdade é que ninguém chega a uma decisão dessas aleatoriamente, e isso denota um adoecimento, um sofrimento vivido muitas vezes em secreto. Pois infelizmente existe no imaginário sociocristão que líderes espirituais são extremamente fortes, não se abatem, não têm momentos de sofrimento ou tristeza, não têm emoções, são uma espécie de semideuses, e super-heróis. E como se não bastasse as pressões advindas do próprio trabalho ministerial, e espiritual, eles têm que lidar com esse pensamento errôneo.(Leia 2Co 4:8-18) E muitas vezes com julgamentos e exigências desnecessárias e adoecedoras. Penso que começar a desconstruí-lo é também um modo de cuidar da saúde mental dos nossos líderes. Outro modo é sendo-lhes alívio. Me choca e sempre chocará vir comentários ou saber de críticas agressivas a líderes espirituais, vindas de alguns, até mesmo cristãos, no meio virtual ou real.

Parece comum criticar líderes, se estes, como todo ser humano normal saudável, tiram férias e descanso. Recentemente vi no meio virtual um avalanche de críticas a uma líder cristã renomada, porque esta pediu apoio a uma obra missionária no seu perfil, e após um ano de trabalho intenso, estava de férias num outro país na casa de um familiar.

Primeiro, todo ser humano não merece, mas NECESSITA de lazer, de descanso, de férias, sem falar que é um direito do trabalhador para garantia da sua saúde mental e qualidade de vida no trabalho. E por quê não seria assim para líderes espirituais, que trabalham e trabalham muito?

Segundo, nós não sabemos as “lutas ” e milagres financeiros que os outros passam para estarem onde estão, existe uma vida privada que deve ser respeitada.

Terceiro, precisamos aprender mais a celebrar as vitórias com os outros, isso mostra maturidade e saúde. E pra finalizar, seus líderes espirituais precisam de descanso, de apoio, de lazer, de qualidade de vida, tempo com sua família, porque isso também é saúde mental , você sabia?

E como bem diz um dos cartazes da campanha, “se as coisas não andam bem em sua cabeça , não andam bem em lugar nenhum”. Como aqueles que cuidam de você, cuidarão tão bem, se por ventura não estiverem tão bem assim? Saúde é integralidade, e cuidar da saúde dos seus líderes, é também calar, quando não se tem algo saudável a dizer. ” O que você quer proporcionar aos outros: paz ou dor?”

A Bíblia diz:
Bem-aventurados
os pacificadores,
pois serão chamados
filhos de Deus.
Mateus 5:9

Por isso, esforcemo-nos em promover tudo quanto conduz à paz e à edificação mútua. Romanos 14:19

Gl 6.7-8: “Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia para a sua própria carne da carne colherá corrupção; mas o que semeia para o Espírito do Espírito colherá vida eterna”.

Lembre-se além de cuidar de você e de sua família, de ajudá-lo também em suas tribulações, os seus líderes em secreto lidam com as deles. E muitas vezes enfrentando momentos difíceis, esquecem de si, para prestar um cuidado a você , não por ser “ossos do ofício”, mas por amor a Deus e a sua vida!

Seja-lhes pois promotor de paz e saúde emocional! Seja boca que abençoa!
Seja boca que ora! Seja boca que edifica!Seja mão que serve, que ajuda, não que aponta! Isso é emocionalmente saudável, como também é Bíblico!!!

Artigo AnteriorSarah Farias se prepara para lançar seu primeiro livro
Próximo ArtigoAtitudes de fé mudam o curso de nossa vida!
Janiklessya Oliveira
Janiklessya Oliveira é Bacharela em Psicologia/Formada como Psicóloga, mas dedicada à Causa de Cristo, serve ao Reino. Em sua igreja local, auxilia na equipe de mídia, a qual lidera; no serviço de ministração da Palavra, e secretariado. É amante da escrita desde a tenra idade, compreendendo-a como meio de propagação do Evangelho. Sonhadora como é, deseja escrever livros e assim alcançar vidas para Cristo em todo mundo!
Compartilhe

1 Comentário

Deixe uma resposta