Tenha algo pelo que lutar!

0

Com o que temos nos preocupado? O que tem tomado nossa mente durante o dia? O que tem sido mais importante para nós?

Deus me fez ver o quanto eu e tantos mais temos nos importado com coisas que não importam realmente para Ele, esse pensamento tomou conta de mim. Somos egoístas. Passamos a maior parte do nosso tempo de oração pedindo, e pedindo por nós mesmos ou por quem conhecemos de perto. Nos angustiamos ao não receber as respostas que gostaríamos a respeito das NOSSAS coisas, no NOSSO tempo.

Mas pense comigo. Quanto temos dedicado para orar por quem realmente não tem nada? Aqueles moradores de rua que sempre vemos no caminho do trabalho. Aquelas meninas se prostituindo por achar que é o melhor que podem fazer sem sentirem mais nada, sem se amarem, totalmente vazias e sem identidade real. Aquelas crianças que são abusadas diariamente, e muitas vezes por seus próprios pais e familiares próximos. Os que enlutados choram compulsivamente sem nenhuma esperança de paz. Os que se drogam, se jogam em vícios avassaladores em busca de algo que os preencha ou no mínimo os façam esquecer por algumas horas de suas dores, de seus traumas mais profundos, dos pesos que já não aguentam mais carregar.

TANTOS que verdadeiramente precisam do nosso amor, do nosso olhar em seus olhos, da nossa compaixão, do nosso perdão, do nosso abraço sincero. Tantos que só precisam encontrar a graça que nós já encontramos. E nós preocupados com roupas, com séries, novelas, redes sociais, coisas e mais coisas totalmente fúteis e passageiras.

Quando nosso pensamento estará mais focado na vida do outro que na nossa? Quando entenderemos que se conhecemos a verdade temos responsabilidade sim de fazer o máximo para resgatar quem está no buraco, temos sim condições de nos doar mais em favor de quem nem conhecemos mas que deveríamos amar como a nós mesmos? Quando?

Temos fechado nossos olhos para a dor alheia como se estivesse tudo bem. Mas nada está bem. O mundo está um caos. E eu e você somos aqueles que podem ser parte da gota de amor nesse oceano de ódio. Eu e você podemos ser aqueles que decidem não seguir o rumo de todos, ir contra o fluxo, seguir fielmente a Palavra Viva, acordar todas as manhãs com um motivo para lutar.

Luca Martini (missionário e youtuber cristão) disse algo que me fez pensar. Temos que ter algo pelo que lutar. Que esse algo não seja nosso próprio bem, nossos próprios anseios carnais e vontades que logo se vão. Que esse algo pelo que lutar seja o bem dos que estão a nossa volta (e isso inclui o mundo inteiro). Que seja matar nosso próprio eu, esmurrar nosso próprio corpo todos os dias para que ele não nos domine, mas o Espírito sim, e que através desse doce Espírito não sejamos parte daqueles em que o amor se esfriou. Que seja viver o propósito de Deus para nossa vida e que isso leve as pessoas à Cristo com nosso testemunho, com nosso comportamento, com cada pequeno gesto nosso. Tenha algo pelo que lutar. E que esse algo tenha tudo a ver com o que Deus pensa, que tenha tudo a ver com o que alegra Seu coração.

Que você possa todo dia pensar na dor e no sofrimento do teu Pai ao ver o que as pessoas tem feito, e como O tem desprezado, e sua luta seja para diminuir esse número. Menos mortes espirituais, mais vida. Menos frieza, mais do caráter de Jesus em nós. Menos de nós, mais Dele. Hoje, amanhã, e até que Ele venha.

Deixe uma resposta