Vamos falar sobre depressão?

Vamos falar sobre depressão? Setembro é um mês de conscientização em relação ao suicídio, e, é um mês em que vemos algumas pessoas postando em seus status/stories: “coloco meu status a disposição para te ouvir e te ajudar” ou “não passe por isso sozinho/a”, mas, agora a minha pergunta é: por que só em Setembro? Essa empatia deveria acontecer o ano inteiro.

Depressão NÃO É FRESCURA, depressão NÃO É FALTA DE DEUS, depressão NÃO É DO DIABO, não fale essas frases se alguém do seu lado está sofrendo de depressão, porque depressão tem a ver com a alma, com as emoções, se você não sabe o que falar não diga nada.

Todos os dias nós vemos na internet a notícia de alguém que se suicidou, como tem crescido o índice de suicídio em meio aos pastores e as pastoras e, sabe por que? Porque na maioria das vezes não encontram uma escuta empática, são julgados/as como se não tivessem emoções. Muitas
vezes como igreja não cuidamos daqueles/as que sofrem e perecem porque estamos mais preocupados em julgar e atirar pedras, nos esquecemos das palavras de Jesus: “aquele que não tem pecado que atire a primeira pedra”.

Vivemos em uma sociedade egocêntrica, que se preocupa mais com seguidores e visualizações no instagram, do que realmente em cultivar um relacionamento olho no olho. Você já parou para pensar que a pessoa que está do seu lado e sorri para você todos os dias, pode estar com depressão? Você já parou para pensar em quantas vezes alguém está desabafando com você e ao invés de ouvir e dar atenção você está no celular?

Jesus investia tempo com as pessoas, Ele escutava e Ele também exortava e direcionava no caminho, Ele nunca menosprezou a dor e o sofrimento de ninguém, Ele curou o cego, Ele ressuscitou a Lazaro, Ele chorou com Marta e Maria porque se compadeceu delas, Ele se compadece de você. Precisamos nos tornar mais parecidos com Jesus, precisamos pregar e nos espelhar mais em um Jesus que se preocupa com o/a outro/a, precisamos ser como Jesus é (pode parecer clichê) usar as nossas palavras como bençãos e também como libertação. Falar mais eu to contigo, do que: deixa de frescura todo mundo passa por problema. Quando Jesus ressuscitou a filha de Jairo, o texto bíblico nos diz que Ele segurou a mão da menina e disse: “Talita Cumi, menina levanta-te”, que possamos ser como Jesus e segurar a mão daqueles que perecem.

Não menospreze, não diminua e não zombe da dor do/a outro/a só porque ela não é sua ou só porque você passou por algo pior e superou. Que Setembro nos traga a reflexão que a dor do/a outro/a importa sim, que possamos escutar mais, que possamos valorizar mais o olho no olho e menos os likes. Que você não disponibilize apenas o seu stories, que você disponibilize os seus ouvidos e o seu tempo. A dor do/a outro/a importa, mais empatia e menos julgamento e mimi.

Você não está sozinho/a e se precisa desabafar ou apenas ser ouvido/a conta comigo: laisouzabessa@gmail.com

Com amor,

Laís.

Tags:

  • Fazer Jesus conhecido é o meu maior desejo. Teóloga fazendo jornalismo. Pastora Metodista. Instagram: @bessalais

  • Show Comments (0)

Deixe uma resposta

You May Also Like

Vem aí a 15ª Expo Cristã

Evento terá volta do palco principal, espaço para o Terceiro Setor, entrada gratuita e ...

Bob Jonathan lança clipe e single”Aumenta o Fogo”

Bob Jonathan nasceu em Dourados/MS é cantor e compositor. Junto com seus irmãos receberam ...

Cantor Netto lança “Te Quero Mais Que Tudo”

O cantor Netto (Onimusic) acaba de lançar o single “Te Quero Mais Que Tudo” ...